Escaladas.

A vida da gente é uma sucessão de escaladas, algumas bem simples, outras que demandam mais planejamento, mais suor do rosto, mais lágrimas, alguns ferimentos. Faz tempo que eu penso em voltar a escrever, mas me faltava o que dizer, me faltava o verso e a prosa fugia de mim. Os anos cobriram de poeira e teias de aranha essa habilidade de dizer por escrito, aquilo que se passa no turbilhão de pensamentos e emoções que é minha cabeça. Não é tão fácil quando a gente se cobra demais, se exige demais e gosta de ler o bonito. E como faz tempo que sei que não escrevo bonito, Deixei de lado esse gosto que tenho por contar meus causos. Só que a caixinha dos causos tá tão abarrotada que eu preciso abrir espaço e ventilar as ideias. Mas, começo já dizendo, que não escrevo bonito, que minhas poesias estão agora guardadas. Que a prosa ainda se esconde de mim e que vou escrever do meu jeito mesmo, assim cheio de virgulas e com meu português ruim. Essa que escreve hoje, já beirando os 35 anos, não é nem de perto aquela que começou a escrever aqui, uma menina novinha demais, relaxada demais, sorridente demais, que não sabia nada demais e que eu conservo dentro de mim, agora com um pouco mais de historias, um pescoço doído e o sorriso contido.

Comentários

Naoki disse…
Passando aqui para dizer que eu sigo o seu blog! E que aguardo ansiosamente as novas histórias! ;)
Ciça disse…
Que máximo Naoki! Eu sou fã das suas fotografias! Obrigada pelo incentivo :)

Postagens mais visitadas deste blog

Mens sana in corpore sano!

A Bufa - Para o Banff 2009!!!

Feliz Aniversário meu "bloguinho" querido!!!