Quarta aula.

Salomith - III Sup. Quinta-feira, 17 de abril de 2008.

Durante toda a semana o tempo estava péssimo, como tem sido durante todo esse mês, mas, como sempre... São Pedro está do meu lado! Na quarta-feira a chuva deu uma trégua e na quinta o tempo melhorou e muito! Nesse quesito de tempo, meu pé é quente!!! Sempre está bom pra escalar! rsrsrs...(Dá lhe pretensão!!!)
Bom, voltando a falar do que importa, como disse no inicio, é uma via de III sup, e pra envenenar, o Crux é no inicio dela! Pois é! logo no inicio! Como não podia faltar pedi aquela segurança especial, rente que nem pão quente que só o " Anjo da Guarda" não se importa de dar... E fui, meti as caras. Passei do aperto e melhorou um pouquinho... rss...
O mais interessante dessa via, ao menos pra mim é que ela em determinados pontos fica um doce, numa facilidade, com uma agarras monstruosas e de repente... Fica um deserto de sal, sem nada aparente, pelo menos pra mim, ou então com umas agarras de pé minúsculas e sem nada pras mãos, e aí bate o puta stress, o que é que eu fazendo aqui?!? rsrs... eu peço pro meu "Anjo" dar uma "segurada" respiro e vou, rente que nem pão quente! E quando percebo, passei pelo aperto ilesa e estou com agarras boas de novo!
E enfim, chego ao fim da via, com dores no pé esquerdo que permanecem até hj, rapelei descalça... E meu "Anjo" me disse que estou rapelando direitinho, dai quando dei por mim, percebi que não havia prendido o prussic na costura que estava presa na minha perna, ou seja, estava rapelando sem o auto blocante, rsrs... Fiquei branca igual a uma vela, mas, depois passou. E tive mais uma lição, atenção redobrada, pois são fatos como esse que ocasionam graves ou até fatais acidentes!
Agora falando da via. Salomith, foi de todas sem dúvida a via que me deu mais prazer de fazer A-MEI!!! me desafiou, me deu moleza, e me disse que escolhi o esporte certo pra mim, sem sombra de dúvida!
Minha poesia, minha arte, minha filosofia e minha vida, ficaram mais COLORIDAS, mais vivas!
A vibração que emana da rocha pra mim e de mim pra rocha, cria um habitat só meu, que serve pra eu falar com Deus, comigo mesma, com minha natureza...
Devo agradecer, OBRIGADA DEUS!
Pela minha vida, minha força e minha alegria de viver!

Me voy!
Cecília Monteiro - 18 de Abril de 2008.

Ps: Ainda no começo da via, quase no final da primeira enfiada, começaram umas nuvens sinistras de chuva, vindo em nossa direção, dai o André perguntou se eu queria descer e talz... Até pensei em desistir daquele dia, mas, liguei o Phoda-se, adotei um novo lema! " Quem não se arrisca, não se phode!"
Ainda bem que não desistimos, pois logo depois as nuvens passaram, e fizemos a via tranquilamente! Intuição é tudo na vida!

Ahora ,
Me voy!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Bufa - Para o Banff 2009!!!

Mens sana in corpore sano!

Eu tô voltando pra casa...